terça-feira, 6 de outubro de 2020

Relato de eleita Rainha dos Estudantes a maior autoridade no estabelecimento.


Muito contente em recordar o tempo em que por votação ganhei o título de Rainha dos Estudantes, lá onde estudei e me formei professora, no famoso Ginásio Maestro Mazzini em Laje do Muriaé. Estava eu no 4º ano ginasial-(hoje 8ªsérie). O evento aconteceu nos idos de 1963. Não me recordo de ter transferido a faixa, o cetro e nem a coroa pra nenhuma outra estudante em evento parecido . Nunca me chamaram para passar "aquele título" até o presente momento. Direito adquirido ou não?!... rsrsrs .




A votação bastante expressiva, foi-me dada pelos próprios estudantes do Ginásio Maestro Mazzinie Escola Normal Alvaro Diniz, colegas, alunos doeducandário. Dentre as candidatas estiveram Dilma Cerqueira -2ª princesa, Ana Maria Rezende-1ª princesa e eu: Tania Maria Cerqueira Braga como Rainha dos Estudantes. A votação aconteceu em 11 de agosto e a coroação foi num big baile no Clube Recreativo e esportivo Lajense com pompas, presença de autoridades do município, professores , abrilhantado por uma banda de Muriaé.
Usei um look tubinho (moda da época), que foi feito por minha mãe, num tecido de renda todo bordado com missanguinhas e pérolas.

Depois que me formei e ingressei no curso superior em Pedagogia( FAFI Santa Marcelina), lecionei Psicologia e Ditática para o curso normal até 1971, -estava grávida de meu primogênito, tirei licença de gestação, ao retornar me descartaram por motivos polítiqueiros que atéalguns alunos eram instigados. Foi muito difícil para mim! Tive o apoio do saudoso marido Lúcio e procurei perdoá-los.

Depois que fiz "Pós Graduação em Inspeção", voltei por cima, como a maior autoridade nomeada pela secretaria de Estado do Rio de Janeiro. Supervisora Educacional, INSPETORA ESCOLAR, e minha assinatura era necessária em toda documentação para que o educandário pudesse funcionar dentro das exigências da lei 5692. Todo o serviço de secretaria, diário de professores, diplomas dos formandos e toda as demais documentações tinham que ser verificadas e ter o aval Tania Gusman com carimbo e matrícula.

Este foi um verdadeiro desafio, voltar onde como professora fui humilhada pelos colegas professores e direção. O colégio necessitava de uma inspeção e na época, habilitada, somente existia uma na Inspetoria Estadual da comunidade. Eram 25 escolas para uma só inspetora, daí foram abertas mais quatro vagas e aumento de escolas estaduais no município. Considero a coragem de minha volta, uma superação!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico muito feliz com os comentários no BLOG DA COLUNISTA . Tanto aqueles que nos incentivam quanto aqueles que nos criticam construtivamente. Mas por favor, quando emitir sua opinião procure sempre se identificar assumindo o que relata. AGRADECIDA!