quarta-feira, 23 de abril de 2014

Reflexão de hoje: Eu te compreendo




       
      Eu sei das tuas tensões, dos teus vazios e das tuas inquietudes.
      Eu sei das lutas que tens travado a procura de paz.
      Sei, também, das tuas dificuldades para alcançá-la.
      Sei das tuas quedas, dos teus propósitos não cumpridos, das tuas vacilações e dos teus desânimos.
      Eu te compreendo. Imagino o quanto tens tentado resolver tuas preocupações profissionais, familiares, afetivas, financeiras e sociais.
      Imagino que o mundo, de vez em quando, parece-te um grande peso, que sentes obrigado a carregar e tantas vezes sem sentires forças.
      Eu conheço tuas duvidas, as duvidas da natureza humana.
      Percebo como te sentes pequeno, quando teus sonhos acalentados vão por terra, quando tuas expectativas não são correspondidas. E as inseguranças com o amanha? E aquela inquietação atroz de não saber se amanhã as pessoas que hoje te rodeiam ainda estarão contigo.
      De não saberes se reconhecerão teu trabalho, se reconhecerão teu esforço.
      E por tudo isto, sofres. E te sentes como um barco sozinho em um mar imenso e agitado. E não ignoro que muitas vezes sente uma profunda carência de amor.
      Quantas vezes pensaste em resolver definitivamente os teus conflitos no trabalho ou em casa.
      E nem sempre encontraste a receptividade esperada ou não tiveste força para encaminhar a tua proposta.   Eu sei o quanto te dói os teus limites humanos e quanto, as vezes, te parece difícil uma harmonia intima. E não poucas vezes a descrença toma conta do teu coração.
   
Eu te compreendo.
      Compreendo ate as tuas saudades e lembranças.
      Saudades daqueles que se afastaram de ti.
      Saudades dos tempos felizes.
      Saudade daquilo que não volta mais.
      E dos teus medos?
      Medo de perderes o que possuis.
      Medo de não seres bom com aqueles que te cercam.
      Medo que descubram o teu intimo.
      Medo de não conseguires realizar o que planejaste.
      Medo de expressares os teus sentimentos.
      Eu compreendo esses e todos os outros medos que tens dentro de ti.
      Sou capaz de entender, também os teus remorsos.
      As faltas que cometeste. O sentimento de culpa pelos pequenos ou grandes erros que cometeste em tua vida.  E sei que por causa disto, às vezes te encontras num profundo sentimento de solidão.
      E quando as coisas perdem a cor, o gosto e te vês envolto numa fina camada de indiferença pela vida.   Sei ate das tuas sensações de estares acorrentado, preso as normas, aos padrões estabelecidos, as rotineiras obrigações.    Eu gostaria de ... mas tenho que trabalhar, tenho que ajudar, tenho que cuidar de, tenho que resolver ...

      Eu te compreendo.
      Compreendo os teus sacrifícios e quantas coisas tens renunciado.
      De quantos anseios tens aberto mão.
      Sei do teu esforço em ajudar as outras pessoas. E sei que isto é a semente das tuas decepções.
      Sei também que tens belos planos para o amanhã.
      Eu te compreendo e te compreendo mesmo!
      E apesar de compreender-te totalmente, quero dizer-te algo muito importante.
 
  ESCUTA, AGORA, COM O CORAÇÃO O QUE VOU TE DIZER.
      Eu te compreendo, mas não te apoio.
      Tu és o único responsável por todos estes sentimentos.
      Existem em ti remédios para todos os teus males.
      Se no entanto preferes a auto condenação ao invés de mobilizares as tuas energias interiores, então nada posso te oferecer.
      Se trocaste o auto-apoio e reconhecimento do teu ambiente, então, nada posso te oferecer.
      Se queres ter razão em tudo que pensas.
      Se resolveste abrir mão da tua própria vida em nome do falso amor para comprares o reconhecimento dos outros através de renuncias e sacrifícios, nada posso te oferecer.
      Se entendeste mal a regra máxima:
      “ AMAR AO PROXIMO COMO A TI MESMO”.
      Esquecendo-se de amar a ti, em nada posso te ajudar.
      Se não tens o mínimo de coragem para estar com teus próprios sentimentos, sejam agradáveis ou dolorosos.
      Se não sabes pedir ajuda e aprender com aqueles que sabem mais do que tu.
      Se preferes proteção à tua própria liberdade.
      Se queres acreditar que existe segurança fora de ti, repito:

      EU TE COMPREENDO, MAS EM NOME DO VERDADEIRO AMOR, JAMAIS PODEREI APOIAR-TE.
      Se recusas a buscar no âmago de teu ser, respostas para os teus descaminhos.
      Se dás pouca importância aos teus sussurros interiores.
      Se não quiseste ver a luz que vem do leste.
      Se não aceitas a tua vocação de viajante com todos os imprevistos e acidentes da jornada.
      Se queres que o fantasma do passado continue a fechar teus olhos para a infinidade do teu “aqui e agora”.
      Se queres deixar que o fantasma do futuro te coloque em posição de luta com o que ainda não aconteceu e provavelmente não vira a acontecer.
      Se queres ignorar em nome da serenidade da responsabilidade a criança brincalhona que habita em ti.
      Se através da lamentação recusa a vida como dádiva e como graça. Não posso te apoiar.
      Mas, se apesar de todo o sono, queres despertar.
      Se apesar de todo cansaço, queres caminhar.
      Aceita então esta proposta para tua felicidade.
      A raiz de todas as dificuldades são teus pensamentos negativos, são eles que te levam para as dores das lamentações do passado e para a inquietação do futuro. São esses pensamentos que te afastam de experiência de contato com teu próprio corpo, com teu presente, com o teu “aqui e agora”. E portanto distanciam-te de teu próprio coração.
      Tens presente, agora, as tuas emoções, o fluxo da tua respiração, e as batidas de teu coração.
      Tens agora a consciência de teu próprio corpo. Esse é o passo primordial.
      Assume o teu corpo e os teus sentimentos, por pior que sejam, assume e observa-os, simplesmente observa-os.
      Não negues tua dor.
      Fica do teu próprio lado. Deixa a dor acontecer, como deixa acontecer os bons momentos. Entra nos teus sentimentos sem os julgar. Não fujas dele, não os evite. Terás de encontrar com eles novamente.
      Torna-te presente por mais que te doa.
      E, se assim fizeres, algo de muito belo acontecerá.
      Se assim fizeres, sentiras brotar dentro de ti, uma força que desconhecias e te sentiras renovado na esperança, e na vida entrando em ti.
      Se assim fizeres, entenderas com o coração que a semente morre mesmo, totalmente antes de começar a germinar e que a morte acontece a vida.
   
 E se assim fizeres, poderei dizer-te, então, que: EU TE COMPREENDO E QUE ASSIM TENS TODO O MEU APOIO.
      E veras, com muita alegria, que justamente agora já não precisas mais do meu apoio, pois o foste buscar dentro de ti e o encontraste dentro de tua própria dor.

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Escola ensina alunos a colocar mão na massa para confeccionar Pão Ázimo



 



Parabéns!

Destaque : Aplausos para Anderson Otaviano e Lander Vinicius


Aplausos para Anderson Otaviano e Lander Vinicius pela emoção que proporcionaram a nossa gente de nossa terra na encenação da Semana Santa na cidade mineira de Muriaé. Foram verdadeiros atores! Perfeitos em suas atuações representando momentos profundos vividos por Nosso Senhor Jesus Cristo .

Parabéns Anderson Otaviano!

Anderson Otaviano

Anderson Otaviano


 Lander Vinicius
 Lander Vinicius
 Lander Vinicius
  Parabéns Lander Vinicius!

Confira os registros do colaborador Tofinho Gusman clicando aqui
Fotos de arquivos pessoais do facebook

domingo, 20 de abril de 2014

Detalhes da festa de noivado da Advogada Marcela Ribeiro

Numa festa muito elegante a jovem advogada Marcela Ribeiro foi pedida  em noivado num momento lindo e especial, pelo noivo Felippe.




O local escolhido pelos noivos arrasou em ornamentação com um buffet maravilhoso. Confira os detalhes :


















Confira algumas presenças no site de coluna social Muriaé na Web

Projeto de Psicultura Social faz doações de filés de peixes

A 4ª CIA PM IND MAT, representada pelo 5º Grupamento de Polícia do Meio Ambiente - Muriaé, situado no Gávea, entregaram filés de peixes para duas instituições filantrópicas da cidade e região.


Aproximadamente 100 Kg de filé de tilápia próprios para o consumo,  foram distribuídos entre o Lar Ozanam, Casa da Menina, 02 escolas públicas de Antonio Prado de Minas e Também foi doado ao asilo Rosa Mística de Eugenópolis. Tal ação aconteceu graças ao Projeto de Psicultura Social idealizado e coordenado pelo Cmt do 5º Pelotão de Policia de Meio Ambiente, Cap PM Alexandre Castro Leal, que contou com apoio de um Psicultor da região. 
A entrega aconteceu na tarde desta quinta-feira  de 17 de abrilParabéns!

Destaque: Antônio Barreto.

Antonio Barreto nasceu nas caatingas do sertão baiano, Santa Bárbara/Bahia-Brasil.


Professor, poeta e cordelista. Amante da cultura popular, dos livros, da natureza, da poesia e das pessoas que vieram ao Planeta Azul para evoluir espiritualmente. Graduado em Letras Vernáculas e pós graduado em Psicopedagogia e Literatura Brasileira. Seu terceiro livro de poemas, Flores de Umburana, foi publicado em dezembro de 2006 pelo Selo Letras da Bahia. Vários trabalhos em jornais, revistas e antologias, tendo publicado aproximadamente 100 folhetos de cordel abordando temas ligados à Educação, problemas sociais, futebol, humor e pesquisa, além de vários títulos ainda inéditos. Antonio Barreto também compõe músicas na temática regional: toadas, xotes e baiões.


Atualmente de sua autoria este livreto de Literatura de Cordel, Antonio Carlos de Oliveira Barreto está provocando uma revolução com relação ao programa da Globo que tem a frente Pedro Bial. Confira  e reflita suas palavras:

"BIG BROTHER BRASIL UM PROGRAMA IMBECIL." 

Curtir o Pedro Bial
E sentir tanta alegria
É sinal de que você
O mau-gosto aprecia
Dá valor ao que é banal
É preguiçoso mental
E adora baixaria.
            
Há muito tempo não vejo
Um programa tão 'fuleiro'
Produzido pela Globo
Visando Ibope e dinheiro
Que além de alienar
Vai por certo atrofiar
A mente do brasileiro.
            
Me refiro ao brasileiro
Que está em formação
E precisa evoluir
Através da Educação
Mas se torna um refém
Iletrado, 'zé-ninguém'
Um escravo da ilusão.
            
Em frente à televisão
Longe da realidade
Onde a bobagem fervilha
Não sabendo essa gente
Desprovida e inocente
Desta enorme 'armadilha'.
            
Cuidado, Pedro Bial
Chega de esculhambação
Respeite o trabalhador
Dessa sofrida Nação
Deixe de chamar de heróis
Essas girls e esses boys
Que têm cara de bundão.
            
O seu pai e a sua mãe,
Querido Pedro Bial,
São verdadeiros heróis
E merecem nosso aval
Pois tiveram que lutar
Pra manter e te educar
Com esforço especial.
            
Muitos já se sentem mal
Com seu discurso vazio.
Pessoas inteligentes
Se enchem de calafrio
Porque quando você fala
A sua palavra é bala
A ferir o nosso brio.
            
Um país como Brasil
Carente de educação
Precisa de gente grande
Para dar boa lição
Mas você na rede Globo
Faz esse papel de bobo
Enganando a Nação.
            
Respeite, Pedro Bienal
Nosso povo brasileiro
Que acorda de madrugada
E trabalha o dia inteiro
Da muito duro, anda rouco
Paga impostos, ganha pouco:
Povo HERÓI, povo guerreiro.
            
Enquanto a sociedade
Neste momento atual
Se preocupa com a crise
Econômica e social

Você precisa entender
Que queremos aprender
Algo sério - não banal.
            
Esse programa da Globo
Vem nos mostrar sem engano
Que tudo que ali ocorre
Parece um zoológico humano
Onde impera a esperteza
A malandragem, a baixeza:
Um cenário sub-humano.
            
A moral e a inteligência
Não são mais valorizadas.
Os "heróis" protagonizam
Um mundo de palhaçadas
Sem critério e sem ética
Em que vaidade e estética
São muito mais que louvadas.
            
Não se vê força poética
Nem projeto educativo.
Um mar de vulgaridade
Já tornou-se imperativo.
O que se vê realmente
É um programa deprimente
Sem nenhum objetivo.
            
Talvez haja objetivo
"professor", Pedro Bial
O que vocês tão querendo
É injetar o banal
Deseducando o Brasil
Nesse Big Brother vil
De lavagem cerebral.
            
Isso é um desserviço
Mau exemplo à juventude
Que precisa de esperança
Educação e atitude
Porém a mediocridade
Unida à banalidade
Faz com que ninguém estude.

É grande o constrangimento
De pessoas confinadas
Num espaço luxuoso
Curtindo todas baladas:
Corpos "belos" na piscina
A gastar adrenalina:
Nesse mar de palhaçadas.
            
  Se a intenção da Globo
É de nos "emburrecer"
Deixando o povo demente
Refém do seu poder:
Pois saiba que a exceção
(Amantes da educação)
Vai contestar a valer.
            
A você, Pedro Bial
Um mercador da ilusão
Junto a poderosa Globo
Que conduz nossa Nação
Eu lhe peço esse favor:
Reflita no seu labor
E escute seu coração.
            
E vocês caros irmãos
Que estão nessa cegueira
Não façam mais ligações
Apoiando essa besteira.
Não deem sua grana à Globo
Isso é papel de bobo:
Fujam dessa baboseira.
            
E quando chegar ao fim
Desse Big Brother vil
Que em nada contribui
Para o povo varonil
Ninguém vai sentir saudade:
Quem lucra é a sociedade
Do nosso querido Brasil.
            
E saiba, caro leitor
Que nós somos os culpados

Porque sai do nosso bolso
Esses milhões desejados
Que são ligações diárias
Bastante desnecessárias
Pra esses desocupados.
            
A loja do BBB
Vendendo só porcaria
Enganando muita gente
Que logo se contagia
Com tanta futilidade
Um mar de vulgaridade
Que nunca terá valia.
            
Chega de vulgaridade
E apelo sexual.
Não somos só futebol,
baixaria e carnaval.
Queremos Educação
E também evolução
No mundo espiritual.
            
Cadê a cidadania
Dos nossos educadores
Dos alunos, dos políticos
Poetas, trabalhadores?
Seremos sempre enganados
e vamos ficar calados
diante de enganadores?
            
Barreto termina assim
Alertando ao Bial:
Reveja logo esse equívoco
Reaja à força do mal.
Eleve o seu coração
Tomando uma decisão
Ou então: siga, animal.

FIM​

31º Congresso Nacional da Abrajet

CONGRESSO ABRAJET 2014

Rogerio-Almeida,-Renato-Fel Rogério Almeida (Pres. abrajet JPA), Secretário Renato Feliciano, Ruth Avelino (PBtur) e Romero Rodrigues (Paraíba Convention)

Aconteceu o lançamento oficial do 31º Congresso Nacional da Abrajet no salão de reuniões do Hotel Nord Blue Sunset, na praia do Cabo Branco. Na ocasião foi apresentada  a programação final do evento, bem como a expectativa de número de participantes, os convidados palestrantes e a importância do evento para a divulgação da Paraíba para o Brasil e exterior. O 31º Congresso Nacional da Abrajet acontece entre os dias 15 e 18 de maio de 2014, em João Pessoa. O evento, de âmbito nacional, contará com a participação de jornalistas de turismo de todo o Brasil e demais componentes do Mercosul e Europa. O tema do encontro, que acontece na Estação Cabo Branco, será o Jornalismo de Turismo Pós Copa do Mundo.

Marta Rossi

A principal palestrante do congresso será a 1ª Dama do Turismo Nacional, Marta Rossi, responsável pela maior Páscoa do Brasil, o Chocofest de Gramado e também responsável por um dos principais eventos internacionais de turismo, o FESTURIS, que acontece da charmosa Gramado, entre os dias 06 e 09 de novembro deste ano.

Créditos do colunista Jeff Severino - Florianópolis/SC