domingo, 16 de fevereiro de 2020

RELATO: Como aprendi a ser mais SOLIDÁRIA


Nos idos de 30 de outubro de 1971- meu filho Pablo ainda não tinha 2 meses , junto com meu esposo Lucio Gusman, entramos para um movimento leonístico aqui na cidade mineira de Muriaé. Naquela época enquanto os maridos eram CL (Companheiros Leão) as esposas eramos apenas domadoras porém bastantes atuantes. Fomos muito, muito atuantes na arte de Servir aos mais carentes de nossa comunidade! Levamos o nome do clube por várias convenções distritais e nacionais e até mesmo para o exterior.

Lúcio foi Diretor Geral de duas Convenções que foram sucessos e que movimentaram  nossa cidade com Companheiros Leões e Domadoras de várias cidades mineiras que compunham o Distrito .  Devido o falecimento de Lúcio em 2002, foi dada sua baixa na associação, mas eu continuei firme e forte.  Até com mais garra! Apendi com meu companheiro a amar a filosofia leonística do SERVIR desinteressadamente e com imenso altruismo.

  Assim que as mulheres puderam participar da associação, passei de Domadora para servir a entidade como Companheira Leão. Trabalhei com muita dedicação na área,. para o bem do próximo! Fui secretária de clube por duas vezes e além de outros cargos no clube, exerci cargos no Distrito, sendo honrada com medalha Branca Fajardo, pins de honra ao mérito, Várias condecorações no decorrer de meus 38 anos dedicados a essa associação. No ano leonístico , 2007/08, fui honrada com a secretaria do Distrito quando viajamos com o Governador da época, sua esposa e tesoureiro distrital por mais de 80 clubes atuantes. Cheguei a colaborar com a fundação de um novo clube em Muriaé( só Feminino) que na Convençao do Abraço  foi oficializado, no evento que ajudei a organizar em 18, 19 e 20 de abril de 2009.  No ano leonístico 2008/09 achei que já era hora de assumir cargo mais importante no Clube, e convidada tomei posse como presidente.



 Nosso lema foi: "Alegria em ser útil ao Servir". Na época comemoramos os 40 anos de fundação do clube com uma bela festa, cerimonial e valsa, além de homenagear a todos os ex-presidentes com sua foto anexada em local visível na sede do clube.  Cheia de boa vontade e experiências de muitos anos servindo a entidade, fiz  o que pude e mais um puco para tornar as reuniões mais motivadas sem sair do protocolo, divertidas com mensagens de reflexões no data-show, dinâmicas de grupo, , visitas a clubes, elogios e censuras ( pois alguns eram meros figurantes). Daí fiquei antipatizada por alguns, que me magoaram muito ! Fui estrela e com meu brilho ofusquei alguns que só gostavam de aparecer.  Sofri horrores e preferi me afastar, sentindo necessidade de me despedir de algo que eu amava participar!




Já ingressada no COLUNISMO(2007) passei a me dedicar ainda mais na função de divulgar a Terrinha e nossa gente de nossa terra por esse mundão de meu Deus! Fizemos um site de coluna social sem cobrar pra compartilhar eventos e momentos felizes, o que tenho feito com prazer até hoje.

AMO  SERVIR e me sentir útil! Na minha garagem montamos um Brechó para ajudar a campanha de fraldas geriátrica e ajuda de cesta básica para pessoas mais carentes de meu bairro.
 Imensamente feliz pelo ânimo e coragem de poder continuar na tarefa de servir com a colaboração da amizade que construí nestes anos da minha vida! GRATIDÃO!

E, pela oportunidade que me dão de poder abrir as portas de um espaço de minha residência para  junto com meus amigos dar continuidade a necessidade que sinto em SER SOLIDÀRIA. O espaço vip do Residencial Gusman  tem sido de lá pra cá, palco de muitos eventos solidários que podem ser conferidos no Blog da Colunista e no site de coluna social www.muriaenaweb.com.br.


, Café com Prosa,  Gastronomia Solidária, Encontro de Viúvas: http://www.muriaenaweb.com.br/posts/encontro-eleva-a-auto-estima-de-viuvas
  dentre outros, mas todos em prol da solidariedade.